Reunião busca fortalecer cultura hip-hop em Macapá com medidas de incentivo e parcerias com o poder público

O prefeito propôs a criação de um GT para organizar o projeto de apoio ao hip-hop de Macapá .

Reunião busca fortalecer cultura hip-hop em Macapá com medidas de incentivo e parcerias com o poder público
ASCOM GTAMAPA
Reunião busca fortalecer cultura hip-hop em Macapá com medidas de incentivo e parcerias com o poder público
Reunião busca fortalecer cultura hip-hop em Macapá com medidas de incentivo e parcerias com o poder público
Reunião busca fortalecer cultura hip-hop em Macapá com medidas de incentivo e parcerias com o poder público

Reunião entre Comissão do G.T Amapa de hip-hop 50 anos e prefeito de Macapá discute incentivo à cultura hip-hop

Na quinta-feira, 13 de julho, a Comissão do G.T Amapa de hip-hop 50 anos se reuniu com o prefeito Fulan de Macapá com o objetivo de discutir e promover a cultura hip-hop na cidade. Durante a reunião, diversas pautas foram abordadas e medidas foram propostas para incentivar e valorizar essa expressão artística.

As seguintes pautas foram discutidas:

1. Projeto Hip Hop na Educação Municipal: Foi debatida a implementação do Hip Hop como conteúdo curricular nas escolas municipais, além de buscar recursos do Fundeb para investir em projetos que envolvam o hip-hop na educação.

2. Incentivo por meio de Editais: Foi proposta a criação de editais específicos para financiar projetos relacionados ao hip-hop e a reserva de vagas em editais gerais para projetos dessa natureza.

3. Apoio a eventos do hip-hop: Discutiu-se a possibilidade de oferecer apoio financeiro e logístico para eventos de hip-hop no município, visando estabelecer parcerias com os organizadores para promover essa cultura.

4. Cadeira do Hip Hop no Conselho Municipal de Cultura: Foi reivindicada a inclusão de uma cadeira representativa do hip-hop no Conselho Municipal de Cultura, para garantir a participação dos artistas e ativistas do hip-hop nas decisões relacionadas à cultura.

5. Projeto Escolinha de Iniciação ao Breaking: Propôs-se a criação de uma escolinha de iniciação ao break dance, que ofereceria aulas gratuitas para crianças e adolescentes. A implementação desse projeto dependerá de parcerias com escolas e profissionais ligados ao hip-hop.

6. Festival Municipal de Hip Hop em celebração aos 50 anos da cultura: Planejou-se a realização de um festival em comemoração aos 50 anos da cultura hip-hop, buscando recursos e apoio da prefeitura para garantir o sucesso do evento.

7. Valorização do graffiti nos espaços públicos: Discutiu-se a valorização do graffiti como forma de expressão artística, sugerindo a criação de espaços e murais destinados a essa manifestação nos órgãos e espaços públicos da cidade.

8. Criação da Casa do Hip Hop Amapaense: Solicitou-se a liberação de um espaço físico desocupado para a criação da Casa do Hip Hop Amapaense. O prefeito se comprometeu a formar um grupo de trabalho entre técnicos da prefeitura e militantes do hip-hop para desenvolver projetos em apoio ao hip-hop.

Estiveram presentes na reunião o mediador e facilitador Sebastião Filho, conhecido como Vampiro, além de Guinho Break, Gil Break, Dj. Punk, Kash Power Graffiti, Gohan Mc, Tio San Mc, Moka (graffiti) e João Ataide Imprensa.

Essa reunião representa um importante avanço para fortalecer a cultura hip-hop em Macapá, promovendo o diálogo entre os representantes da cultura e o poder público, visando o desenvolvimento de projetos e ações que valorizem essa expressão artística. Como encaminhamento, o prefeito Furlan propôs a criação de um Grupo de Trabalho institucional e GTAMAPA do hip-hop para juntos organizarem um projeto para execução. O prefeito também sinalizou uma parceria com os grafiteiros do GTAMAPA para fazerem grafites nos prédios públicos da cidade.

João Ataíde