Malária se Espalha na Costa da Guiana: Atenção para Medidas Preventivas

A preocupação é agravada devido ao intenso trânsito de pessoas de diversas nacionalidades na fronteira entre Oiapoque e Guiana.

Malária se Espalha na Costa da Guiana: Atenção para Medidas Preventivas
ANF

No dia 27 de janeiro, o portal de notícias da Guiana 1 reportou um aumento preocupante da malária na região costeira, especialmente em Matory e Macouria. Ao longo de 2023, foram registrados 342 casos, representando surpreendentes 67% dos casos anuais em um curto período.

O professor Franck Mubenga, responsável pela vigilância de saúde da ARS, alerta sobre a situação e anuncia a implementação de ações preventivas em 2024. Ele destaca a importância de a população se proteger contra os mosquitos, recomendando o uso de repelentes, mosquiteiros, roupas compridas e a eliminação de água parada.

A malária, causada pelo parasita Plasmodium, apresenta sintomas como febre, suores, calafrios, náuseas, vômitos, dor de cabeça e fraqueza. A transmissão ocorre por meio da picada da fêmea infectada do mosquito Anopheles.

A preocupação é agravada devido ao intenso trânsito de pessoas de diversas nacionalidades na fronteira entre Oiapoque e Guiana. A população é instada a adotar medidas preventivas rigorosas para conter a propagação da doença.

Por joão Ataide o viajante