A grande senhora da canção da Guiana, Josy Masse 

Os franceses tiveram ÊDITH PIAF os negros Creolos tiveram Josy Masse

A grande senhora da canção da Guiana, Josy Masse 
foto Internet

Não querendo botar fogo nem pimenta na discussão, mas se os franceses tiveram ÊDITH PIAF os negros Creolos tiveram Josy Masse um canto carregado com o amor a suas raízes, como viajante ouvir essa voz durante as comemorações da marronnage em Cayenne numa de minhas viagens e presenciei a admiração da Guiana a essa mulher.

Ela foi feminista ativista, rebelde alegre, uma referencia para os artistas da guiana, Josy Mass, a grande senhora da canção guianense, a famosa intérprete de "Oyapock". Nasceu nas margens do Oiapoque, em Saint-Georges, e morreu em Paris. Ela ainda tinha aquele sorriso que iluminava seu rosto, mas também sua voz. Ela viveu por mais de 50 anos em Paris, mas frequentemente voltava para sua terra natal. 


Ela disse: “Sinto-me muito guianense e pertenço à nossa comunidade onde me sinto bem. Tenho muito orgulho disso”. Sua formação tinha a marca do canto lírico, mas prevaleceu à união em suas composições cantar as musicas tradicionais Creola.  


A cantora Josy Masse, que morreu aos 82 anos devido a doença prolongada em 29 de outubro, em Paris, em 2019.

O viajante