Projeto internacional visa proteger cavernas importantes para a conservação de morcegos nas Três Serras. 

Jennifer Barros, Dra. em Biologia Animal e gerente do Programa Brasil pela Bat Conservation International, buscou autorização para visita e amostragem de caverna com grande população de morcegos no final de semana passado, 5 de maio de 2024.

Projeto internacional visa proteger cavernas importantes para a conservação de morcegos nas Três Serras. 
Jennifer Barros
Projeto internacional visa proteger cavernas importantes para a conservação de morcegos nas Três Serras. 
Projeto internacional visa proteger cavernas importantes para a conservação de morcegos nas Três Serras. 
Projeto internacional visa proteger cavernas importantes para a conservação de morcegos nas Três Serras. 

Em uma missão dedicada à conservação de morcegos, Jennifer Barros, bióloga e doutora em Biologia Animal, assumiu a liderança de uma expedição rumo às cavernas das Três Serras no municipio de Tartarugalzinho, com o objetivo avaliar a importância dessas cavernas como abrigo para um grande colônia de morcegos insetivoros.

Como gerente do Programa Brasil pela Bat Conservation International, Barros tem como foco a proteção de cavernas que abrigam espécies de morcegos ameaçadas no Brasil, e também grandes colônias desses mamíferos voadores. O projeto visa buscar parcerias e autorizações para realizar estudos, atividades de monitoramento e ações práticas para proteger as áreas de maior importância para a sobrevivência desses animais.

“Os morcegos, apesar de terem uma fama negativa (geralmente devido a falta de conhecimento), são animais incríveis, muito importante para os ecossistemas. Existem mais de 1400 espécies de morcegos no mundo e dentro dessa grande diversidade, existe também uma grande diversidade de habitos alimentares no grupo. Os morcegos insetivoros, fazem controle populacional de insetos, muitas vezes pragas agrícolas, os frugivoros são dispersores de sementes e contribuem com a regeneração florestal, e os nectarivoros atuam na polinização de muitas plantas, o que beneficia muito nós, humanos, também. As cavernas são abrigos para várias espécies de morcegos, e nosso trabalho consiste em entender melhor suas necessidades e garantir sua proteção. Nossa missão é garantir que esses ecossistemas sejam preservados para a manutenção e sobrevivência dessas grandes populações e das espécies ameaçadas", enfatizou Barros. 

No final de semana passado, 5 de maio de 2024, Barros liderou a expedição planejada para realizar atividades de identificação das espécies presentes e contagem dos indivíduos em cavernas nas Três Serras no municipio de Tratarugalzinho. Essa iniciativa contribuiu para o conhecimento científico sobre a diversidade e abundância de morcegos na região de Tartarugalzinho. "Ao entender melhor as populações de morcegos e os ecossistemas que dependem delas, podemos tomar medidas mais eficazes para sua conservação", destacou Barros. "Estamos entusiasmados com a oportunidade de colaborar com as autoridades locais e a comunidade para proteger esses tesouros naturais."

A Bat Conservation International é uma organização sem fins lucrativos dedicada à conservação dos morcegos em todo o mundo. Por meio de parcerias e projetos inovadores, a organização busca promover a compreensão e a proteção desses animais tão importantes para o equilíbrio dos ecossistemas.

"A expedição teve como condultor o renomado Guia de Turismo Marcelo de Sá".

Para mais informações sobre o Programa Brasil pela Bat Conservation International, visite: [https://www.batcon.org/](https://www.batcon.org/)

Por João Ataide o Viajante.