Homenagem a Cabralzinho ganha destaque e promove identidade cultural no Amapá

Apesar de resistências remanescentes, especialmente entre as gerações mais antigas, a figura de Cabralzinho vem sendo enaltecida como um herói local, promovendo uma identidade cultural significativa para o município.

Homenagem a Cabralzinho ganha destaque e promove identidade cultural no Amapá
Foto João Ataíde
Homenagem a Cabralzinho ganha destaque e promove identidade cultural no Amapá
Homenagem a Cabralzinho ganha destaque e promove identidade cultural no Amapá
Homenagem a Cabralzinho ganha destaque e promove identidade cultural no Amapá
Homenagem a Cabralzinho ganha destaque e promove identidade cultural no Amapá
Homenagem a Cabralzinho ganha destaque e promove identidade cultural no Amapá
Homenagem a Cabralzinho ganha destaque e promove identidade cultural no Amapá

Na esteira do reconhecimento histórico, os amapaenses estão cada vez mais adotando a homenagem alusiva ao feito heroico de Cabralzinho. Apesar de resistências remanescentes, especialmente entre as gerações mais antigas, a figura de Cabralzinho vem sendo enaltecida como um herói local, promovendo uma identidade cultural significativa para o município.

No dia 15 de maio de 1895, um episódio marcante ocorreu, quando o capitão Lunier foi ceifado por Francisco Xavier da Veiga Cabral, em defesa da região que estava sendo cobiçada por diversas nações, com destaque para a presença francesa. Esse evento completou 129 anos neste ano de 2024 e continua sendo lembrado e estudado, especialmente graças ao esforço do professor Ataíde, nativo da região e neto de uma testemunha ocular dos eventos daquela fatídica manhã.

Desde 2022, a prefeitura, liderada por Carlos Sampaio, tem promovido uma nova valorização desse episódio, concedendo honrarias e incentivando seu reconhecimento. Um marco importante será a construção de um novo memorial em 2025, conforme solicitado pelo professor Ataíde ao governador e endossado pelo deputado Jory Oeiras, representante da Assembleia Legislativa de Amapá, que pretende sugerir a iniciativa à presidente da casa, Alliny Serrão.

Essa iniciativa não apenas resgata um capítulo importante da história local, mas também fortalece a identidade cultural do município, mostrando às crianças e às futuras gerações que Cabralzinho é digno de reconhecimento como um herói local e um símbolo de resistência e bravura.

Por João Ataíde o viajante.